Apresentação

A Casa Hoffmann, sede da Consultoria de Dança da Fundação Cultural de Curitiba, é referência nacional para a pesquisa do corpo, movimento e dança. Dedica-se à criação e implementação de políticas públicas gratuitas ou de custo acessível que fomentam e incentivam a formação, investigação e experimentação artísticas. Contribui para refletir a diversidade cultural da comunidade promovendo também o encontro de artistas e plateias.

Histórico

Construída em junho de 1890, considerada marco arquitetônico da transformação urbana no final do século XIX, abrigou uma loja de tecidos e foi moradia de uma família de imigrantes alemães.

Inaugurada em 2003, como Centro de Estudos do Movimento, surgiu com o propósito de fomentar estudos e explorações de novas estéticas do movimento, tornando-se local de referência para artistas e profissionais das áreas de dança, teatro, circo, artes visuais e educação. Com programação intensa na oferta de workshops principalmente ligados à pesquisa da dança contemporânea e da performance-art dos Estados Unidos, Europa e Brasil, os cursos ministrados por artistas e pensadores renomados, abordavam temas variados, entre eles a exploração do movimento, crítica da dança, estética, filosofia e design cênico. Passaram pela Casa artistas como: Deborah Ray, Xavier Lê Roy, Lia Rodrigues, David Zambrano, La Ribot, Christine Greiner, KoMurobushi, Helena Katz, Vera Mantero, Eleonora Fabião, Mark Taylor, Thomas Lehmen, Hooman Sharif, Ainhoa Vidal, entre muitos outros.

Reconhecendo, ainda, a sintonia de propósitos institucionais, culturais e educacionais entre as propostas da Casa Hoffmann e outros polos e centros de pesquisa, estabeleceram-se importantes parcerias como: c.e.m – centro em movimento (POR), Universidade Federal da Bahia – Dança (BA), UNESPAR (PR), Festival Panorama de Dança (RJ) e Festival de Curitiba (PR).

A partir de 2005, a Casa Hoffmann passou a atuar como sede da Coordenação de Dança da Fundação Cultural de Curitiba e através dela vários importantes editais públicos para bolsistas residentes, estruturações coreográficas, produção e difusão em dança, incluindo ações nas Administrações Regionais de Curitiba foram contemplados.

Curadoria da Casa Hoffmann a partir de 2003: Rosane Chamecki e Andréa Lerner, Leonel Brum e Fabiana Britto. Coordenação de Dança a partir de 2005: Marila Velloso, Eleonora Greca e Júlio Motta. Carmen Jorge como Consultora de Dança entre 2018 e 2021.

logo-fcc-02

Fundação Cultural de Curitiba – FCC

Criada no dia 5 de janeiro de 1973, a Fundação Cultural de Curitiba – FCC, órgão municipal, nasceu do processo de transformações urbanas vivenciado pela cidade nas décadas de 1960 e 1970, que envolvia, além de uma série de ações de planejamento, uma política de preservação da cultura e da história da cidade.

Atualmente possui 114 unidades, entre centros culturais, teatros museus, cinemas, salas de exposições, auditórios, bibliotecas, circo e ateliês, entre outros espaços abertos à população com programas e ações culturais.

A história da FCC é pontuada ainda pelos marcos: a criação da Lei de Incentivo à Cultura em 1991, do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura em 2005 e do Conselho Municipal de Cultura em 2006.

Consciente da importância das ações já desenvolvidas, a Fundação Cultural de Curitiba investe na ampliação e no aprimoramento das mesmas, bem como em projetos de inovação para a cultura no município. Clique aqui e saiba mais.

logo-icac-02

Instituto Curitiba de Arte e Cultura – ICAC

O Instituto Curitiba de Arte e Cultura – ICAC é uma entidade sem fins lucrativos, qualificada pelo Decreto Municipal 1107/2003 como Organização Social de Cultura – OSC, nos termos da Lei Municipal 9226/1997.

Desde 2004, a entidade responde pela execução das políticas públicas traçadas pela Prefeitura Municipal e implementadas pela Fundação Cultural de Curitiba, gerenciando programas, equipamentos e projetos culturais do município de Curitiba.

O Instituto reúne um conjunto raro de capacidades. Ao mesmo tempo em que dialoga com desenvoltura com o meio artístico, compreende e contribui decisivamente para a realização de objetivos institucionais e estratégicos, mediando a liberdade das manifestações artísticas e a gestão responsável de recursos físicos e humanos.

Atendendo a estes dois grupos de demandas é que o Instituto viabiliza, em parceria com o poder público, algumas das mais importantes instituições culturais do Brasil, como a Camerata Antiqua de Curitiba, o Conservatório de Música Popular Brasileira, a Oficina de Música de Curitiba, o Cine Passeio e dezenas de outros grupos e projetos nas áreas da música, literatura, dança e audiovisual.

Atualmente o Instituto responde por meio de contrato de gestão pelas seguintes atividades do município de Curitiba. Clique aqui e saiba mais.

Espaço

A Casa Hoffmann é um espaço de 900 metros quadrados dispostos em três andares. Contém dois studios com finalidade para realização de oficinas, pesquisas, residências e também apresentações de pequeno porte.

Por se tratar de patrimônio histórico, o prédio comporta também visitas, filmagens e ensaios fotográficos.

A utilização do espaço é feita através de agendamentos e locações.

Equipe

Foto: Duo

Loa Campos

Produção

loacampos@curitiba.pr.gov.br

Especialista em Antropologia Cultural na PUC/PR, com Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura – EAD – UFRGS, é Bacharel em Dança pela FAP/UNESPAR. Produtora cultural há 12 anos, atuou em diversas áreas artísticas/culturais como dança, teatro, música, literatura e cultura digital. Integrou o corpo docente da Cena Hum Academia de Artes Cênicas e esteve na Coordenação do Departamento de Dança dessa mesma instituição. Pesquisadora na área de políticas culturais e processos participativos, atuou: Conselho Municipal de Cultura; CPROFICE – Comissão do Programa de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná; Colegiado Setorial de Dança – CNPC/ MINC; Coordenação Setorial de Dança de Curitiba – FCC; Conselho do Fórum de Dança de Curitiba; Participou da elaboração do Plano Setorial de Dança de Curitiba.